O QUE EU JÁ ESCREVI?

PESQUISE NO BLOG

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Tag: Vivendo Fora do Brasil por Larissa na Itália

Olá pessoal!

Hoje venho com um assunto que acho que tem sido um dos principais temas deste blog: a vida no exterior, ou melhor, na Itália. Esse foi um tema sobre o qual pesquisei bastante antes de vir morar aqui, mas infelizmente achei poucas informações antes de sair do Brasil. Talvez não tenha procurado do jeito certo, mas o fato é que quanto mais se falar sobre isso, melhor. Assim todas as pessoas que tem intenção de mudar de país, têm a chance de saber um pouquinhos sobre a (tantas) diferenças culturais. Agora chega de blá-blá-blá e vamos ao vídeo!



Você tem uma opinião sobre o assunto que acabou de ler ou sobre o vídeo?

Então deixe um comentário expressando a sua opinião. Vou adorar ler.

Um beijo à todos.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Viagem ao Brasil 2012

E aqui estou eu com minha característica cara-de-pau, depois de tanto tempo para mais um post no blog. É que pra escrever eu preciso realmente estar inspirada. Quando essa inspiração não vem, realmente é difícil não só escrever posts, mas também gravar um vídeo e afins.
Acho que é porque se trata de um hobby. E hobby você tem porque gosta e não porque tem uma obrigação.
Mas enfim, vamos ao que interessa: voltei do Brasil. Falando assim até parece que voltei ontem. Na verdade não. Voltei há uns vinte dias. Foi uma viagem muito importante para mim. Rever minha família e amigos depois de tanto tempo foi muito bom!


Eu deixei o Brasil em fevereiro de 2011 e essa foi a primeira vez que voltei desde então. E não foi só de parentes e amigos que matei a saudade não.
Também estive em dois lugares muito "família" que recomendo como passeio em São Paulo.

O Zoológico

Eu sei que falando assim, parece que fui fazer excursão da escola. E, de fato, no dia em que estivemos no zoológico, o lugar estava cheio de excursões por ser um dia de semana. Mas faz tempo que eu queria fazer esse passeio, ver os animais de perto é uma emoção tão boa. Adorei!

Eu e Francesco no zóologico de São Paulo

Zebrinhas


Macaco - que vidão. hahahah!

No dia do passeio também encontramos uma pequena exposição com objetos indígenas que me interessou muito. Vimos brinquedos, utensílios domésticos e armas que eram usados pelas tribos.

Já contei para vocês que tenho descendência indígena?


 Então, eu disse anteriormente que fiz dois passeios muito legais em São Paulo. O segundo é um lugar muito falado e visto nos cartões postais:

Parque do Ibirapuera

Esse é um dos lugares mais gostosos de São Paulo para relaxar, pensar na vida, ler um livro, ouvir música sem ninguém para perturbar. E claro, não podia deixar de revisitá-lo.

Árvores floridas não faltam no parque

O dia era típico de São Paulo

Bambus gigantes



Esses dois lugares ficaram gravados na memória e no coração. Deve ser porque são dois pedacinhos muito característicos de São Paulo (que é meu pedacinho de Brasil). Estou até pensando em fazer dois quadros para a casa nova com as fotos abaixo.



O resto da viagem foi muito amor e reencontros com meus entes queridos. Foi também uma viagem que revelou muitas descobertas "altamente gastronòmicas"!
Por exemplo, o Francesco nunca tinha tomado abacate batido com leite e açúcar no liquidificador. Para ele foi uma revelação. Ele gostou tanto da novidade que decidiu colocar quatro sementes de abacate na mala para tentar plantar aqui. Os vasinhos estão ali na cozinha, mas "desconfiamos" que com o frio que faz aqui na Itália, nossas mudinhas não vão resistir.
Ele também provou outras frutas como maracujá, mamão, manga... E comeu mandioca frita!
Vamos falar a verdade, a culinária brasileira e riquíssima e cheia de coisas deliciosas!

Por fim, aproveito para agradecer a Deus a oportunidade de passar estes momentos com meus familiares e amigos.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Carteira de Motorista Italiana: O resultado final

E dessa vez foi tudo muito diferente do que eu imaginava. Estava ansiosíssima porque já tinha sido reprovada uma vez e se acontecesse de novo, teria que refazer tudo (inclusive a prova de teoria). Apesar da ansiedade incontrolável, orei muito a Deus e tenho certeza que foi ele que me ajudou a me acalmar.
A examinadora dessa vez, era uma pessoa muito tranqüila, o que me ajudou muito! Ninguém me tira da cabeça que se da outra vez, a examinadora tivesse me deixado mais à vontade, eu não teria sido reprovada, mas enfim...
Ela me pediu pra fazer tudo o que já tinha treinado durante as aulas. Quando estava ali dirigindo, me senti calmíssima. Ela ia conversando com o instrutor que estava sentado do meu lado e isso me ajudou a ficar muito calma. Fiz uma baliza perfeita e fiquei toda feliz. E no final de tudo ela ainda me disse "Parabéns, você dirigiu muito bem." Ahhhhh, que amooooorrrrr! Nem preciso dizer o quanto fiquei feliz com a novidade e agora posso dizer muito orgulhosa que a carteira de motorista italiana é minhaaaa! Yupiiiiii!
No vídeo abaixo falo um pouco sobre isso e sobre as últimas novidades.


Aproveito também para agradecer a todos que me incentivaram aguentaram e me apoiaram quando eu tive vontade de desistir.
Alguém aí aceita uma carona?

Um beijo à todos,

Larissa.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Irresponsável, eu? / Crianças no Youtube?

Há alguns dias atrás, abrindo minha página de comentários do youtube, encontro o seguinte comentário:


Este comentário foi deixado embaixo do vídeo "Faça você mesma: Batom em casa rápido e fácil".

Leiam abaixo a minha resposta para o comentário:






Presumo que se tratava de uma criança, mas não posso afirmar com certeza. Poderia ser também uma adolescente que não sabe mexer com fogo...

O fato é que o tempo passou e não recebi mais nenhuma resposta. Mas o comentário me fez refletir profundamente sobre o fato de crianças assistindo aos meus vídeos...
Será que é certo que os pais deixem os filhos sozinhos com o computador? Não há mais preocupação com o que as crianças estão fazendo? O fato de uma criança estar no sozinha no quarto quer dizer que ela está completamente segura e livre de todo e qualquer risco?
Se querem saber a minha (não modesta) opinião a resposta para essas perguntas é um belo e sonoro NÃO.

Uma outra inscrita comentou logo em seguida, expressando com muito mais clareza o meu pensamento:





Mas outros acontecimentos também me fizeram pensar em um fato
que está se tornando cada vez mais frequente: o fato de que cada vez mais meninas muito jovens começam a fazer vídeos no youtube. E quando me refiro a meninas jovens, falo de crianças.
Chamem-me "quadrada", "careta" e o que mais quiserem, mas eu sou categoricamente contra ver meninas de 12, 13 anos se expondo desta maneira. E me explico: o youtube pode ser uma dura experiência até mesmo para mulheres adultas como eu. Muitas vezes recebo comentários extremamente desagradáveis e, apesar de usar o "bloquear usuário" com freqüência nos casos mais graves, isso não apaga o fato de que uma pessoa usou seu tempo única e exclusivamente para me ofender.
Então fico pensando: "Se eu (que sou uma mulher adulta e com experiência de vida)penso assim, imaginem como não se sentiria uma menina de 12, 13 anos..."

E não é só isso, o fato de receber ofensas e comentárivos desagradáveis é só uma parte do que pode acontecer de negativo no youtube. Pessoas más podem ser muito criativas. E no mau sentido.

Esse é o motivo pelo qual me recuso a me inscrever em canais de meninas assim tão jovens. Se tivesse uma filha dessa idade, também não permitiria que ela tivesse um canal. Acho que tudo na vida tem seu tempo e ser criança é uma daquelas coisas que deve ser aproveitada intensamente. As meninas mais moderninhas que me perdoem mas até os 14 anos eu ainda brincava com minhas bonecas!

Espero a opinião de vocês.

Um beijo a todos!




terça-feira, 18 de setembro de 2012

Vida na Itália: A minha alimentação

Nossa, faz tanto tempo que não escrevo aqui que quando cheguei, encontrei até teias de aranha.
Bem, brincadeiras à parte, hoje venho compartilhar com vocês o vídeo onde falo sobre a minha alimentação.
Fiz esse vídeo para atender o pedido de uma das meninas do youtube, o nick dela é valeriazyz e desde já agradeço pela sugestão. Gostei muito de fazer esse vídeo e espero que vocês gostem também!


Um beijo a todos!

terça-feira, 31 de julho de 2012

E o resultado da prova de direção foi... Reprovada!

Eu já havia comentado com vocês anteriormente que estava fazendo aulas práticas para tirar a Carteira de Motorista Italiana.




Pois bem, fiz a prova e fui reprovada. Mas enquanto ainda tenho tudo fresco na memória, aproveito para contar para vocês como as coisas correram mal.
Chegamos ao local onde devíamos nos encontrar com a examinadora e Francesco, meu instrutor perguntar: "Então, quem quer ser o primeiro?". Eu e minha boca grande... Me ofereci para ser a primeira. Esse foi meu primeiro erro. Examinadora chega (vou ter que chamá-la de examinadora porque a bendita quando entrou no carro nem me cumprimentou, não se apresentou então sinceramente fiquei sem saber o nome da fulana. Com Francesco do meu lado e a examinadora atrás, comecei minha via sacra. A primeira manobra que tive que fazer foi a inversão de marcha. Tudo ok, foi perfeito pq tínhamos chegado em uma rua sem saída então eu só tinha que fazer o retorno. Depois disso, paramos em dois stop nos quais parei bonitinho conforme manda a figurino. Depois de algum tempo (não sei quanto tempo exatamente) passei por uma rotatória e ela reclamou que tinha passado muito devagar dentro da rotatória e que o carro poderia desligar. Depois que ela me disse isso, comecei a dirigir um pouquinho mais depressa pensando: "Então acho que assim vai ser melhor né." Aí ela disse: "Mas você é muito apressadinha, minha filha. Assim não dá né!". Daí em diante minha mente já começou a entrar em parafuso. Ela me disse pra fazer a baliza, mas não se decidia onde queria que eu fizesse. Como demorou pra dizer, quando decidiu o lugar, eu já estava dois carros a frente. O nervoso já tomando conta de mim. Fiz a baliza e inevitavelmente saiu errado.
Daí ela disse que poderíamos fazer uma outra em frente à auto-escola. Depois disso, Francesco foi me dizendo onde ir. Até que aconteceu o que causou o motivo da minha reprovação. Fui passar no semáforo e ele ficou amarelo. Instintivamente coloquei o pé no freio mas não parei onde queria. Fiquei um pouco mais a frente do semáforo sem saber o que fazer. Parti dali e quando chegamos à auto-escola e a examinadora me deu o veredicto: fui reprovada. Disse que eu dirigia bem e que ela sentia muito, que pra ela a baliza não importava porque aquilo se aprendia com o tempo mas que eu tinha que aprender melhor a chegar nas rotatórias mais devagar, mas o que causou a minha reprovação foi mesmo a coisa de ter parado um pouco à frente da linha do semáforo. Disse que decidiu que me reprovaria ali. Agradeci e fui embora toda xoxa. Ufffa! Até agora não acredito que não passei... Durante as aulas estava indo tão bem! Com certeza o nervosismo influenciou, mas quando entrei no carro já estava mais calma. O que me deixou mais nervosa mesmo foram os comentários que ela fez. Parecia que estava fazendo tudo errado e não era verdade. Daí depois disso errei mesmo né?!?
Naquele dia tinha um total de 07 pessoas esperando para fazer a prova. Três pessoas foram aprovadas e o resto, todos reprovados.
Não sei se ela me aprovaria realmente se não tivesse parado tempestivamente no semáforo. Droga, poderia ter continuado! Sei que os comentários que ela fez me deixaram insegura e, como ela não conhecia bem a zona, ficava por conta do Francesco dar todas as instruções de onde eu deveria ir. No momento de decidir onde fazer a baliza enquanto os dois conversavam eu seguia em frente devagar e sempre e quando finalmente me disseram onde eu deveria estacionar já estava uma pilha de nervos e à frente de onde deveria estar. Acho que as pessoas que fizeram a prova depois não tiveram esse problema porque pelo que eu entendi todos foram para o mesmo lugar e eles se organizaram melhor nas outras vezes, mas aí já era tarde pra mim. Da próxima vez, com certeza não vou me oferecer pra ser a primeira. E se mesmo assim, não der certo... vou pensar seriamente em comprar uma bicicleta.

Importante: espero que isso não aconteça, mas se por acaso acontecer de eu ser reprovada uma segunda vez na prova prática, tenho que recomeçar tudo do início, ou seja, fazer outra vez o teste escrito, esperar um mês e depois refazer a prova prática. E pagar tudo de novo, claro. Isso tudo acontece porque a Itália não tem acordo de conversão com o Brasil. Quem disse que era fácil?

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Vida na Itália: No verão se come fora (no jardim)

Como pude me esquecer de contar pra vocês essa "moda" que acontece todos os anos quando chega o verão por aqui.
Bom, primeiro de tudo, vamos postar a foto. Assim vocês já vão imaginando do que se trata.
Jardim da casa onde moro

Eu lembro quando era pequena, lá em casa tinha uma história de dizer que íamos comer fora. Eu já ficava toda feliz imaginando que iríamos a um restaurante bem legal, e aí vinha sempre alguém dizendo que íamos colocar a mesa do lado de fora para comer... Bom, acontece que aqui isso acontece realmente (colocar a mesa do lado de fora). 
Confesso que nunca tive coragem de tentar mesmo tendo bastante espaço de lado de fora, acho que os pernilongos nos matariam! E também tem aquela coisa da "privacidade na hora de comer". Por exemplo, aqui em casa, não teria tanto problema porque é tudo bem reservado e tal. Mas eu já passei em lugares onde as pessoas tem um pequeno jardim na frente da casa e comem ali. Isso significa que toda mundo que passava na rua via que eles estavam ali comendo.
Mas o pior que já vi por aqui, foram três senhoras e um senhor que moram em frente à academia. Entre a academia e o prédio onde eles moram, tem o estacionamento. E eles montaram a mesa pra comer ali!
Fora isso também já vi gente comendo em pequenos terracinhos de apartamentos. Aqui em casa também tem um terracinho e eu até gostaria de provar para ver como é, mas tem sempre a história dos pernilongos, então sempre acabo desistindo.

E vocês, o que acham dessa "moda de comer no jardim"?

Um beijo a todos!

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Carteira de Motorista Italiana - A prova teórica

Bem, no último post, comentei com vocês que dia 12 de junho, iria fazer o teste teórica para conseguir a carteira de motorista italiana. Quando chegou o dia, estava uma pilha de nervos!
Mas fui lá, fiz o teste, e o resultado foi... Bem, assistam a primeira parte do vídeo abaixo onde conto como foi.


Um beijo a todos!

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Carteira de Motorista Italiana - Me desejem sorte

Estou vivendo um momento de agitação que durará até o dia 12 de junho. Tudo isso porque, na semana que vem, faço finalmente a prova escrita para conseguir a carteira de habilitação italiana. A prova consiste em (não menos de) 40 perguntas onde se deve responder "verdadeiro ou falso". Se erro até 04 perguntas, sou aprovada (yeahhh!). Se erro 05 ou mais, sou reprovada (ufaaaa!). Neste caso, devo estudar mais, pagar novamente, e posso fazer uma nova tentativa. Se for aprovada, passamos a fazer um pouco de prática. Sinceramente, espero que dê tudo certo, porque na verdade não aguento mais olhar pela janela, ver meu carrinho velho ali parado e não poder dar uma voltinha.
Normalmente, antes deste tipo de prova eu fico muuuuito ansiosa. Mas dessa vez, estou até um pouco mais confiante porque quando faço as provas-testa na auto-escola, de qualquer maneira não erro mais do que poderia errar. Muitas vezes, acabo errando algumas perguntas pela dificuldade de entender o que estão me perguntando. Às vezes uma única palavra mal compreendida muda todo o sentido da frase, mas como diz meu instrutor, quanto mais testes eu fizer, mais tenho chances de passar.
Deixo vocês com o último video, no qual falo um pouquinho mais sobre essa interessante experiência que é tirar a carteira de habilitação italiana.







Me desejem sorte,

Um beijo à todos!





domingo, 27 de maio de 2012

Eu adoro a Música Popular Brasileira

Acho que nunca comentei aqui que sempre fui fã da Música Popular Brasileira. Já comentei aqui que desde que eu era pequena, as duas primeiras coisas que minha mãe fazia depois de acordar eram ligar o rádio e abrir toda a casa para entrar deixar entra luz e renovar o ar. Acho que não é  por acaso que hoje em dia eu adoro ambientes bem luminosos e frescos...
E também fiquei com mania da música, ou melhor, do MPB. Hoje, por exemplo, que é um sábado super-ensolarado (de janelas já abertas), liguei o computador e me veio uma vontade de ouvir... MPB!
Como não posso contar com o rádio, porque aqui na Itália a Música Popular Brasileira não é tão conhecida, recorro ao meu bom e velho notebook.
As músicas que eu mais gosto de ouvir, são aquelas que tem tudo a ver com a minha infância e que tocavam na rádio Nova Brasil F.M. quando eu era pequena. O rádio lá em casa ficava sempre sintonizada na mesma estação. Quando eu ia mudar, minha mãe dava um grito  porque naquela época, não era como hoje que num minuto você sintoniza todas as estações do mundo. Tínhamos que girar o botão analógico e ser muito precisas, porque do contrário ficava mal sintonizado e cheio de ruídos.

A seguir, o elenco das minhas músicas brasileiras favoritas. Algumas são bem antigas, outras um pouco mais atuais. E todas estão no meu coração:

Xote das meninas - Luiz Gonzaga
Asa Branca - Luiz Gonzaga
Lindo lago do amor - Gonzaguinha
Me liga e Meu erro - Paralamas do Sucesso
Planeta Água - Guilherme Arantes
Dona - Roupa Nova
Pedras que Cantam - Fagner
Lilás - Djavan
Vamos fugir - Gilberto Gil
Sá Marina - Ivete Sangalo
Balança Pema e Bem que se Quis - Marisa Monte
Elis Regina - Romaria


Essas são as que eu me lembro agora, mas toda vez que alguém me pergunta, me dá um branco! hahahah!

Quando ainda morava no Brasil, uma amiga me disse que quando você vai morar no exterior, fica muito patriota. Eu pensava que isso não aconteceria nunca comigo, mas acontece, e a prova disso é que eu de vez em quando, ouço o hino nacinal (sim, o hino nacional).
Tudo isso é um jeitinho de ir disfarçando a saudade que sinto de ver pessoas conhecidas e sorridentes, de ouvir falar do sertão brasileiro, autores brasileiros e por aí vai...
Outro dia estava no carro, e não parava de cantarolar o Tema da Vitória do Ayrton Senna, a canção que tocava toda vez que o Ayrton Senna ganhava uma corrida. E olha que eu nem gostava de automobilismo...



Mas a sensação de fazer parte de um país e ir vivendo com ele os acontecimentos, o  passar de cada dia, crises, momentos bons, tudo isso fica pra sempre no coração.


Um beijo verde e amarelo.


segunda-feira, 21 de maio de 2012

Verona - Parte II

O passeio continuou de maneira muito agradável. Vimos o balcão de Julieta e tirei também uma foto ali. 













O famoso balcão de Julieta





Como dia 13 de maio é o dia das mães, aproveitei pra ligar pra minha mãe e desejar um Feliz Dia das Mães, claro!



Piazza delle Erbe
Vimos a Piazza delle Erbe - a praça mais antiga de Verona! E decidimos parar ali para tomar um capuccino. O restaurante em que entramos era muito elegante e estava cheio de pessoas muito finas. Tomei meu capuccino e aproveitei para ir ao banheiro. Quando cheguei ali, tive uma "pequena surpresa". O vaso sanitário tinha um formato muito estranho. Praticamente se tratava de um buraco no chão, mas ao mesmo tempo, se via que era o vaso "enterrado" no chão. Me desculpem, mas não ia conseguir explicar como era sem postar um foto. Então aí vai:
O vaso sanitário me surpreendeu: as partes listradas ao lado
servem para colocar os pés porque aqui mulher faz pipi (quase) em pé!


Então, esse era o vaso sanitário. Confesso que passei alguns minutos avaliando o vaso antes de decidir se entrava no banheiro ou não. Mas por fim, tomei coragem e fui enfrentá-lo. Não que eu queira detalhar minha pipi, mas o modo de usar esse vaso (estranhíssimo), é simplesmente colocando os pés e abaixando um pouquinho. Também tenho que dizer que quando estava ali, comecei a imaginar aquelas senhoras todas elegantes fazendo pipi ali. hahahaha! Acho que seria muito engraçado. Mas depois pensei: "Elas já devem ter visto esse tipo de sanitário milhões de vezes. Provavelmente não é mais surpresa para ninguém."
Saí do banheiro, que antes estava vazia, e já havia três mulheres esperando na fila. Comecei a lavar as mãos e com o rabo do olho, observei a moça que entrou depois de mim. Ela também levou alguns minutos tentando entender como usar o vaso. E depois que ela saiu, as outras duas observaram o vaso e disseram em inglês: "Nossa, que diferente né?"


Posso próximo a Tumba de Julieta.
Saímos dali e fomos ver a tumba de Julieta. Sim! Também existe o monumento que seria a tumba. A parte de cima do monumento é um museu. E a parte de baixo é onde ficaria a suposta tumba.

Lembram que no primeiro post eu disse à vocês que deixamos a chave em um lugar diferente?
Perto da tumba existe um poço onde algumas pessoas deixam moedinhas e provavelmente fazem um pedido. Vimos que algumas pessoas tinham jogado as chaves de seus cadeados no poço e decidimos deixar a nossa ali também.

Nossa chave foi para o fundo do poço que fica perto
da Tumba de Julieta.

O dia passou voando, até porque até às 15h chovia... O centro de Verona é cheio de lojas interessantes, mas como tínhamos pouco tempo, acabei comprando somente um sabonete líquido e um protetor solar fator 50 que estava em promoção na Upim.

Claro que tudo isso ficou registrado em um vlog que pretendo editar logo logo para publicar no VivaGloss no youtube. Acho que vocês vão gostar... Sinceramente, espero que sim.

Um beijo à todos!

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Vida na Itália: Verona - Parte I

O que dizer dessa cidade? Vou ser bem clichê e começar dizendo que Verona é muito linda e muito romântica. A escolha do lugar, tem tudo a ver com romantismo e acho que acertamos em cheio, já que fomos ali para comemorar nosso primeiro ano de casamento. E por falar em casamento, parece que esse um ano voôu! Parece que foi ontem que eu estava aqui vestida de noiva e tremendo na base. Mas acho que quando você está com a pessoa certa, o tempo voa mesmo porque em geral, isso acontece quando estamos fazendo coisas agradáveis. E posso dizer que esse primeiro ano de casamento foi maravilhoso. Não posso dizer que somos perfeitos porque ninguém é. Mas posso dizer que juntos estamos muito bem, que temos uma ótima sintonia.
Francesco e eu às margens do rio Adige - Verona.


Começamos o passeio pela Arena de Verona, um anfiteatro romano muito conhecido porque costuma ser sede de shows e óperas famosas. A diferença entre a Arena de Verona e o Coliseu de Roma, é justamente o fato de que o interior da Arena foi muito bem conservada. Imaginem que sua construção data do século I d.C. Muito tempo né?

A Arena de Verona

Eu e as esfinges que ficam na frente da Arena


Outro ponto turístico que não poderíamos deixar de ver foi a casa de Julieta. Claro que não poderia deixar passar essa oportunidade, então rumamos para lá.
Logo na entrada da casa é possível ver muitas juras de amor e bilhetes deixados pelos visitantes.


Orelhões que contam a história de Romeu e Julieta e declarações
de amor nas paredes de entrada da casa.



Depois dos portões da casa, na parede do lado direito, vi alguns orelhões que provavelmente contam a história de Romeu e Julieta. Mas a ansiedade de ver a casa era tanta que nem pensei em parar para ouvir a história. Mas tudo bem, porque já li o livro! Depois chegamos a um pátio relativamente grande (que parecia pequeno porque estava cheio de gente) e ali no meio, vi a estátua de Julieta. Alguma pessoas dizem que tirar uma foto com a mão no seio de Julieta, garante que você volte à cidade. Também ouvi falar, que ajuda a encontrar o grande amor. No meu caso, já encontrei. Mas tirei a foto mesmo assim (e o Francesco também) porque gostei muito da cidade e gostaria de voltar um dia... Tomara que dê certo!

Eu acho que ele gostou da idéia...





Claro que as tradições não param por aí. Muitos casais apaixonados que visitam a casa de Julieta, também podem deixar um cadeado como prova de uma união duradoura. Nós deixamos o nosso!


Nosso cadeado


Ali tem uma parede muito colorida cheia de cadeados de todas as cores e tamanhos. A tradição também diz que você deve fechar o cadeado na parede e jogar a chave no rio.
Fechamos o nosso cadeado...



Mas como somos diferentes, deixamos a chave em um outro lugar... Curioso/a pra saber que lugar é esse? Então não perca o próximo post!




Um beijo à todos!

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Vida na Itália: Conhecendo Castiglione del Lago e Porto Recanati

Não existe nada melhor do que viajar para conhecer novos lugares, culturas, histórias... Eu, particularmente adoro (jura?). Ultimamente conheci Porto Recanati, uma cidadezinha aqui pertinho de casa e Castiglione del Lago. Esta último, posso dizer que conheci por alto porque o motivo de irmos até lá, era que precisávamos fazer exames que demorariam muito tempo para ser marcados se tivéssemos que esperar para fazer na cidade onde moramos. 

E agora vou ter mais uma cidade sobre a qual falar. Por ocasião do aniversário de casamento, Francesco e eu decidimos fazer uma viagem curtinha a Verona - a cidade de Romeu e Julieta. Ai, que romântico, mal posso esperar. Já dei uma pesquisada na internet para saber dos pontos turísticos e o Francesco perguntou ao recepcionista do hotel onde vamos ficar se eles tem indicações para nos dar. É que eles tem, que pergunta! hahahah!
Uma das vantagens de se morar na Europa é que o preço de viagens não é tão alto. Por isso, nos permitimos de viajar para comemorar esse momento especial mesmo com esse momento de crise. Estou aqui em contagem regressiva e claro que a videocâmera vai na mala. Assim quando voltar posso mostrar tudo para vocês.
Por enquanto, fico aqui sonhando e imaginando como será conhecer essa esplêndida cidade.

Um beijo a todos e até o próximo post.

*****
Atualização:

Editei o vídeo de Porto Recanati

Vamos dar um Passeio? Porto Recanati


Tive o prazer de retornar a Castiglione del Lago e registrei um vídeo.





terça-feira, 17 de abril de 2012

A saúde na Itália

De alguma forma, na minha mente, eu tinha imaginado uma cena bem diferente daquela com a qual me confrontei hoje. Eu e o Francesco precisamos ir ao hospital pela segunda vez em 15 dias. Eu sei que o Brasil e a Itália são países parecidos em muitas coisas, mas não sabia que era assim também quando o assunto é saúde pública. No Brasil, sempre que precisei ir ao médico público fiquei muito decepcionada. O atendimento era péssimo, normalmente os poucos médicos com milhões de pacientes para atender nem olhavam na minha cara... Aquela triste realidade que muitos de nós conhecemos. Até que me cansei e fui fazer um convênio...
Aí lá venho eu, morar na Itália, pensando que o sistema de saúde público aqui fosse diferente. Imaginava nada menos que alta tecnologia e tudo grátis, pois já sabia que por aqui a maioria dos hospitais e médicos são públicos. As "visitinhas" ao hospital são sempre desesperadoras. Mas eu realmente não imaginava que nas duas vezes, teríamos que aguardar paciente sentados em uma cadeira desconfortável de plástico por nada menos que 4-5 horas!
Eles se organizam por ordem de urgência. Até aí tudo bem. Já estamos acostumados com o fato de dar a vez às pessoas de mais idade, mulheres grávidas, crianças... Na verdade aqui a população parece ter uma idade avançada e não há muito respeito com relação a isso.
Por exemplo, no ônibus, quando chega um idoso, ninguém dá lugar! Mas o que mais me abismou foi saber que os idosos não têm atendimento preferencial, nem as crianças, nem grávidas mas sim... as freiras. Isso mesmo, vi hoje que se uma freira chega em um hospital, ela é atendida primeiro. Pensei que meus olhos estavam me enganando, mas quando olhei pro Francesco ele confirmou: "Sim, é um absurdo, mas as freiras tem precedência."
Me deu muita pena ver todas aquelas pessoas, precisando de atendimento e tendo que esperar por horas e horas e agradeci a Deus porque nosso problema era urgente, mas não era de vida ou morte. Lembrei dos hospitais públicos no Brasil, da gente que sofre e morre pelos corredores. Tristeza...

*****

Atualização: Deixo aqui um vídeo que registrei sobre a Saúde na Itália.


Um beijo a todos.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Os três desejos

Se o gênio da lâmpada realmente existisse e te concedese três desejos, o que você pediria para ele? Eu me perguntei isso algumas vezes ao longo da vida desde que assisti o desenho do Alladin.
Sou uma pessoa que tem uma visão extremamente romântica da vida. Não sei se é culpa minha ou milhares de filmes românticos e contos de fadas que sempre gostei de assistir. Mas voltamos aos três desejos.


1º Gostaria que meu dinheiro nunca acabasse. De que outra maneira poderia ajudar todas as pessoas que amo e ainda fazer todas as viagens que sonho tanto em fazer?

2º Que o mundo inteiro fosse saudável. Na verdade, a gente só se lembra que a saúde vem em primeiro lugar quando ficamos doentes. Ao invés disso, deveríamos pensar nela quando trabalhamos excessivamente e quando nos alimentamos sempre correndo e mal.

3º Gostaria que as casas pudessem ser um pouco mais tecnológicas. E quando digo "tecnológicas", quero dizer "quase mágicas" e com "piloto automático" pra tudo. Elas poderiam se limpar sozinhas! A roupa poderia se passar sozinha(a minha pilha está se acumulando a cada dia) e o lixo também poderia ir sozinho para a rua , sem que ninguém (ninguém leia-se eu) precisasse levantar da cama quentinha porque se esqueceu de colocá-lo para fora. Esse desejo não lembra um pouco aquela casa de a Bela e a Fera onde a mobília tinha vontade própria? (Atualização: O Francesco foi gentilmente encarregado desta tarefa).

4º Na verdade eram três desejos mas esqueci de dizer que sempre pensei sobre o que desejaria, ultrapassei a quota máxima de desejos. então não custa nada mencioná-lo porque o máximo que poderia acontecer é ele se realizar. O quarto desejo seria que pudéssemos eliminar completamente a maldade que existe no coração humano. Eu acho que muitos erros são cometidos por conta deste sentimento. Algumas pessoas podem dizer que o mundo seria perfeito até demais. Eu acho que um pouco desse perfeição nos tornaria mais puros. 

Realmente sou muito romântica e idealista. Mas acho que não tem nada demais em querer viver em um mundo melhor, com pessoas melhores.

E vocês? O que pediriam ao gênio da lâmpada?

Um beijo à todos!

quarta-feira, 14 de março de 2012

Me conhecendo melhor através de um selinho 2



Recebi um selinho do Blog da Taty - O Vivendo e Escrevendo. Gosto muito de responder selinhos porque através das respostas, vocês vão me conhecendo um pouquinho melhor. Então vamos lá...








Regras:

1- Postar 11 coisas sobre você mesma;
2- Responder as perguntas do questionário de quem passou a Tag para você e criar uma pergunta nova quando for repassar;
3- Repassar a 11 pessoas;
4- Avisar a todos 1 por 1;

11 coisas sobre mim:

1- No momento, estou encantada com as aulas de pilates e ginástica postural. 
2- Pode não parecer, mas sou muito racional com as compras. Antes de comprar uma coisa, penso várias vezes se preciso mesmo daquilo.
3- Quando estou feliz, canto.
4- Adoro caminhar ao ar livre.
5- Meu maior defeito é a ansiedade. Em momentos cruciais, geralmente me transformo em uma pilha de nervos.
6- Acho maravilhoso morar em uma cidade que tem mar (e agora eu moro!).
7- Ainda quero poder viajar muito. Não vejo tanto como um luxo. É mais como uma necessidade de satisfazer a curiosidade de ver paisagens, pessoas e coisas que variam conforme o lugar.
8- No meu guarda-roupa tenho muitas peças de lã. Me lembra um pouco o tempo da vovó e me fascina justamente por isso.
9- Adoro passear por lojas. Mesmo se não compro nada, posso passar o dia todo passeando e vendo coisas. Minhas lojas favoritas são aquelas de departamento onde você sabe pode ficar à vontade e ninguém vem ter perguntar se você precisa de ajuda.
10- Sou uma pessoa de fases. Tive a fase de só usar roupas pretas, de só usar roupas coloridas, de odiar estampar, de mudar e achar que estampas são legais.
11- Amo dormir e ter sonhos bonitos. Antigamente eu tinha um sonho recorrente onde voava sobre um rio. Uma sensação maravilhosa.




1- Qual o local do Brasil que você tem vontade de conhecer?
Bem, quando estava no Brasil tive pouca oportunidade de viajar (não que agora eu tenha muita! hahahah) porque custava muito caro. Mas um lugar que sempre quis conhecer foi Curitiba.

2- Lugar no mundo que admira?
Os principais são a Grécia e o Egito, que agora estão bem pertinho de mim. Ainda chego lá.

3- Nome do animal favorito?
Pensando em um animal selvagem... onça, pantera... Não posso deixar de dizer que a admiração por esses animais nasceu quando vi o filme da Madona "Quem é essa garota?". De qualquer maneira, meu animal doméstico favorito é o cachorro.

4- O que tira você do sério?
Falta de educação. Odeio gente mal-educada. Talvez por me preocupar sempre em ser educada com os outros espero o mesmo das pessoas. É o mínimo para viver bem em sociedade, não?

5- Se você pudesse mudar o mundo que faria?
Eliminaria a miséria(com algum truque mágico?) e investiria mais em educação e cultura. 

6- Nome da sobremesa favorita?
Sorvete, mais precisamente, o gelato italiano.

7- Filme inesquecivel?
E o vento levou... e Mary Poppins. Sempre gostei de filmes antigos. Aliás, tudo que é antigo me fascina.

8- Qual a estação do ano que você mais gosta?
Para sair e se divertir adoro o verão. Mas pra dormir, nada como o friozinho do inverno. Aqui o frio é um pouco exagerado se comparado ao frio de São Paulo. Mas eu São Paulo, eu era simplesmente apaixonada pelo inverno com aquela garoinha fantástica.

9- Qual o artesanato que mais gosta de fazer?
Artesanato... Gosto muito de tudo que é ligado a arte visual... Colagens, desenhos. Quando era mais jovem, tive uma fase em que folheava revista, escolhia um rosto e desenhava. 

10- O que você mais odeia?
A resposta a essa pergunta está na pergunta nº4.

11- Livro de cabeceira?
Bem, o livro que literalmente está no meu criado mudo é Sex and the City que estou enrolando pra ler porque é a versão em inglês.

12- Sua música favorita no momento?
São tantas, mas ultimamente tenho ouvido muito "Lilás" do Djavan. E falando nela, já me deu vontade de ouvir!

13- Qual o teu prato preferido?
Pizza.


Minha pergunta:14- Qual é a sua maior qualidade?
A minha é gostar de ajudar as pessoas.

Ah! No momento não tenho idéia de para quem gostaria de repassar esse selinho, então o deixo aberto a todas as pessoas que tem blog e quiserem responder. 


Um beijo a todos!

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Vida na Itália: Um ano de Itália e Trabalho no Call Center

Como a maior parte de vocês já sabe, moro aqui  na Itália desde o ano passado. Quando cheguei, fiquei muito triste porque não estava preparada para ser (somente) dona-de-casa. Ao mesmo tempo, durante todo esse tempo, procurei por trabalho sem sucesso.
Mas esse ano de "pausa forçada" me serviu como experiência para refletir sobre o que tinha feito até o ano passado e o que quero fazer de agora em diante. Praticamente por 29 anos eu só trabalhei. No Brasil eu não tinha tanta vida social, porque mesmo trabalhando muito, frequentemente o salário mal dava pra pagar as contas e comprar roupas, sapatos, etc.
Depois que cheguei aqui, aprendi também que viver só para trabalhar e para comprar coisas, pode ser muito estressante. Claro que não é legal ficar completamente sem trabalho. Muitas vezes, neste tempo que estive em casa, me entediei terrivelmente e senti falta de ver gente, de falar com pessoas.
Mas aprendi também que não devo me agarrar ao trabalho como se fosse a última coisa do mundo.
É importante pensar "Será que este trabalho me merece?". Sim, vocês entenderam bem. Na maioria das vezes pensamos: "Será que mereço este trabalho? Será que vou passar pelos três meses de experiência?" Mas quantas vezes pensamos: "Será que vou ter tempo para estar com minha família? Para ver meus amigos? Para sair e ver o mundo? Para fazer pequenas viagens?". Antigamente eu não pensaria nisso. Mas hoje penso. E isso porque além de trabalhar, quero ter tempo para viver e não simplesmente trabalhar, trabalhar e trabalhar.
Depois de um ano vivendo na Itália, devo dizer a vocês que consegui um emprego (que não é lá essas coisas, acrescento) em um call center. Não sei até quando vai durar, mesmo porque aqui na Itália é impossível sabê-lo.  Falo um pouco sobre isso no vídeo abaixo.




Para finalizar, deixo registrado aqui que não quero viver estressada. Este ano de pausa me fez entender isso. Depois que driblei minha ansiedade, meu corpo responde muito melhor. Até a acne, aos poucos, está indo embora. Estou feliz em ter achado um trabalho. Mas sobretudo estou feliz porque mesmo trabalhando, ainda tenho tempo para aproveitar o bom da vida. 

E vocês, concordam ou discordam?

Um beijo à todos.


*****

Observação: O trabalho no call center durou cerca de um ano. Depois disso meu contrato acabou e não foi renovado. O trabalho em si, não era lá essas coisas. Mas o ambiente era maravilhoso. Ali aprendi a conviver com pessoas, aprendi que não devo levar as coisas na vida tão a sério e que tudo na vida um dia acaba.

Larissa.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Me conhecendo melhor através de um selinho 1

Wow! Recebi meus primeiros selinhos! E quem me enviou foi a minha querida amiga Taty do blog Vivendo e Escrevendo. Aliás, tenho que mencionar que nos conhecemos através do meu blog. Foi a Taty que me encontrou e tomou a iniciativa de entrar em contato comigo. Descobrimos que moramos na mesma província e nos tornamos amigas. Então, é com enorme prazer que deixo aqui o link do blog da Taty e recomendo a visita para curiosos sobre a cultura italiana.

Ah, tenho que acrescentar que, na verdade, recebi o mesmo selinho duas vezes. A Wilqui Dias, que é uma querida que vive na Noruega, também me descobriu através do meu blog. Ela está sempre por aqui comentando meus posts. Então deixo também o link do blog da Wilki Dias para vocês darem uma olhada.


                                             
As regras do selinho são as seguintes:



1- Colocar o link da pessoa que nos ofereceu
2- Preencher o formulário com as perguntas
3- Oferecer a 10 blogs e informá-los por comentário ou e-mail
4- Partilhar 7 pensamentos aleatórios sobre você



1 - Nome da minha música favorita: As músicas favoritas vão mudando com o tempo, mas nesse momento, minha música favorita é Madalena da Elis Regina.

2 - Nome da minha sobremesa favorita: sorvete. Já era quando morava no Brasil. Quando cheguei na Itália então, me apaixonei perdidamente pelo sorvete.

3- O que me tira do sério: Essa é muito fácil. O que me irrita é falta de educação. Acho que o respeito está acima de tudo e é essencial para a vida em sociedade.

4 - Quando estou chateada: Durmo. Em geral, quando acordo, já esqueci o motivo da chateação.


5 - Qual o meu animal de estimação favorito: No momento não tenho animais de estimação, mas se tivesse seria um cachorro.


6 - Preto ou branco: Preto. Emagrece!

7 - Maior medo: Não poder estar com as pessoas que amo por algum motivo.


8 - Atitude quotidiana: Hummm. Tenho muitas... As principais são: verificar meus e-mails e tomar um capuccino no meio da tarde pra esquentar um pouquinho. Está frio demais!


9 - O que é perfeito: o sorvete italiano. Só de pensar, já me dá uma vontade!


10 - Culpa: Ter parado o curso de alemão. Nesse momento seria uma outra língua que saberia falar. O problema é que era exageradamente difícil!


Sete pensamentos aleatórios sobre mim:

1 – Adoro comer, mas sempre que engordo começo uma nova dieta. Meu fraco são os doces.

2- Amo línguas. Falo inglês, italiano e gostaria de aprender espanhol e alemão.

3- Depois que descobri a arte de fazer vídeos (amadores), presto muito mais atenção nos detalhes do filmes e programas de tv.

4- Sou apaixonada pelo sorriso do meu marido. Aliás, amo tudo nele! (ah, que novidade).

5- Se eu fosse rica viveria viajando. Eu sempre falo isso. É tão bom ter a oportunidade de viver e aprender mais sobre outras culturas. E mesmo não sendo rica, ainda quero conhecer o Egito e a Grécia.

6- Recentemente descobri o mundo da maquiagem. Agora testar novas cores é meu hobby favorito. É o que eu faço para relaxar e esquecer os problemas por algumas horas.

7- Adoro escrever (outra novidade). Mas agora é que vem a surpresa: quando era adolescente, costumava escrever pequenos contos e meu sonho era publicar um livro.


Blogs indicados:

Se vira com 30
Taty Corrêa
Tudo que você quer saber...
Vício Feminino
Páginas da minha vida na Suíça

Obs: Sim, eu deveria indicar 10 blogs. Mas no momento, os que me ocorrem são esses.

Um beijo a todos!