O QUE EU JÁ ESCREVI?

PESQUISE NO BLOG

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Vida na Itália: Curso de Espanhol e Aprendendo com uma Cabelereira Italiana



Tenho várias novidades pra contar pra vocês. Sem mais nem menos vou ficar muito ocupada com tantos cursos. Mas vamos por partes. Primeira coisa: abri um canal onde ensino português para italianos!
Na verdade, não quis contar logo de cara porque estava "testando" o canal e vendo se teria algum inscrito. Nunca se sabe né? Mas fui bem-sucedida e já tenho 50 inscritos. Para ver o vídeo da minha primeira lição, clique logo acima na guia Blá-blá-blá.
No começo do post, disse que tinha várias novidades né? Então, são todas relativas a cursos. Não sei se já comentei com vocês mas eu adoro fazer cursos e, de fato, estava sentindo muita falta de aprender alguma coisa nova. Desde que cheguei aqui, procurava cursos mas eram todos muito caros ou os cursos eram integrais.
Aí aconteceu que descobri a Universidade Popular de Ancona. Acredito que cada cidade italiana tenha a sua universidade popular. Na realidade, não se trata de uma universidade, e sim, de vários tipos de cursos, desde dança até línguas. Você paga um valor simbólico anual e pode frequentar os cursos que quiser sem pagar mais nada! Imaginem a minha felicidade quando descobri isso. Fiquei radiante. Como adoro línguas, já me inscrevi nos cursos de Espanhol e Alemão (que sei que é super difícil porque comecei a fazer uma vez). Os cursos começam na semana que vem. Estou muito ansiosa.

A última novidade diz respeito a um "curso" de cabelereiro. Também é um outro curso que estou procurando desde que cheguei aqui. Mas só encontrava em lugares muito distantes ou quando encontrava um mais próximo, o valor era absurdo.
Então meu marido comentou com um colega de trabalho que eu estava interessada em fazer esse tipo de curso e esse colega disse que sua esposa era cabelereira e que, se eu quisesse, poderia ir ao salão uma ou duas vezes por semana e que ela poderia me ensinar. Fiquei duplamente radiante ao saber disso porque sei que existe oportunidade de trabalho para cabelereiras aqui, mas precisa ter experiência. Agora quem sabe não encontro meu sonhado trabalho. Vou torcer e depois volto pra contar como vão indo os cursos.

Um beijo a todos!


sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Respondendo Perguntas sobre a Vida na Itália

Fiquei muito feliz em fazer esse vídeo no qual respondo perguntas das meninas que curtem a Página do Facebook e o Youtube.
Publico aqui também, as duas partes do vídeo, para quem tiver interesse em assistí-los.



Respondendo Perguntas sobre a Vida na Itália - parte 1


Respondendo Perguntas sobre a Vida na Itália - Parte 2


Fiquem à vontade para dizer o que pensam, se concordam ou discordam das minhas impressões. Ah, obviamente, tudo o que eu digo nos vídeos é baseado em experiências pessoais vividas até agora.
Espero sinceramente que esse vídeos possa ser útil para vocês. Boa visão!

Um beijo a todos!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Vida na Itália: Pão francês na Itália. Existe?

Tudo bem, eu sei: o título desse post é bem estranho. Explico: desde muito pequena eu sempre fui apaixonada pelo pão francês que encontramos até na padaria mais furreca em São Paulo.
Quando cheguei aqui na Itália, pensei comigo: "Agora vou experimentar milhões de tipos de pão!". Porém, depois de um tempo que estava aqui, comecei a notar, que não era tão comum ver o pão francês como em São Paulo.
Comecei minha busca desesperada, mas a princípio tive que me contentar com o pão de forma para tomar café de manhã, porque o outro tipo de pão que encontrei aqui é aquele que eles comem no almoço ou não janta e tenho que dizer que é duríiiiiissimo.
Um dia, passeando por um mercadinho no centro comercial, encontrei um pão diferente. As instruções diziam que ele era pré-cozido, mas pra ficar totalmente pronto, tinha que ser assado. Pensei: "Vamos experimentar, quem sabe?"
Coloquei o pão no forno e esperei o tempo recomendado na embalagem. E quando abri o forno, uma surpresa: ali estava ele, lindo douradinho e fumegante - meu querido pão francês!
Fiquei tão feliz que agora toda vez que vou ao mercado, já compro praticamente pra semana toda! E ainda tem um bônus que não tinha quando estava em São Paulo: eu mesmo asso o pão, então posso comê-lo sempre quentinho. Que felicidade!


Um beijo a todos!