O QUE EU JÁ ESCREVI?

PESQUISE NO BLOG

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Larissa na Nova Zelândia - Sobre os Neo-Zelandeses

Jardim em Middlemore
Chegando em Auckland percebi que os kiwis ou neo-zelandeses são um povo de etnias diversas. Existe a parte da população européia (formada basicamente por ingleses), outra parte por polinesianos e outra por maoris que, pelo que entendi, eram os índios que habitavam a Nova Zelândia quando ela foi colonizada pelos ingleses.
Pra quem  não sabe, a língua falada por aqui é o inglês, mas acredito que o maori, língua original indígena, ainda esteja muito presente porque nos caixas eletrônicos, quando vamos retirar dinheiro ou mesmo quando vamos comprar bilhetes de trem, é sempre possível selecionar se vc quer efetuar a compra em inglês ou em maori.
Percebi também que apesar da diferença de etnias, todos convivem na mais santa paz, sendo gentis e educados uns com os outros e parece não existir preconceito.
As pessoas são extremamente sorridentes, pedem sempre "desculpas" e "por favor".
Além disso, eles também parecem ser habituados a seguir as regras. Basta pensar, que muitas das estações de trem por aqui são completamente abertas, não há catracas, vc mesmo compra o seu bilhete ou valido o seu cartão magnéticos de acordo com o seu percurso e ninguém parece checar se você pagou ou não. 
Entrada para a estação de trem Middlemore


Pequenos Kiwis. E sim, eles caminham de pé no chão pela rua.

Padaria em Middlemore

 Até o próximo post!

Um beijão,

Larissa.

sábado, 24 de maio de 2014

Larissa na Nova Zelândia - Chegada e a Casa dos Horrores

Olá pessoal!

Finalmente consegui parar para escrever um pouco sobre a nossa experiência na Nova Zelândia.
Digamos que essa primeira semana em Auckland não foi lá das melhores.
A viagem foi extremamente cansativa. Começou no dia 16 e só terminou no dia 19 de maio. Saímos de Ancona, pegamos o trem para Roma, voamos para Amsterdam na Holanda, depois para a China e finalmente Auckland na Nova Zelândia.
Dormir no avião é tarefa árdua, já que na classe economica é impossível reclinar as poltronas o suficiente. Quem já viajou sabe que o espaço é bem restrito mesmo.
Da Itália, reservamos um quarto em uma casa de família (host family). Pensamos que assim poderíamos ter contato com a cultura local, melhorar o inglês, etc. O problema é que as condições de higiene nesta casa onde decidimos ficar são péssimas (daí o título do post).
Confesso que nos primeiros dias, isso nos desanimou bastante, afinal investimos tanto tempo planejando a viagem e agora nos acontece isso... E para quem pensa que saiu barato ficar nessa casa, o preço foi de aproximadamente 1400 dólares neo-zelandeses para nós dois.
No dia seguinte à nossa chegada, acordei com o braço cheio de bolinhas e coçava tanto que cheguei a pensar que estivesse com sarna! Mas agora, depois de termos solicitado uma limpeza detalhada no nosso quarto, parece que as coisas melhoraram. Detalhe, o resto da casa parece continuar sujo e desorganizado, mas é a vida.

Por outro lado, nossa host family (que na verdade é um casal de aproximadamente 60 anos de idade cada um) é muito gentil conosco. Wi-fi, café da manhã e jantar são inclusos no valor que mencionei anteriormente.

***

Primeiras Impressões de Auckland

Assim que chegamos, eu quis logo visitar a Queen Street, uma grande avenida que fica no centro de Auckland. 

 Um ponto turístico muito bonito e que também fica próxima à Queen Street é a Sky Tower, uma torre com aspecto futurista, de onde é possível ver toda a cidade.




Me despeço por aqui. 

Um beijo à todos,

Larissa.

terça-feira, 13 de maio de 2014

Um dia comigo: Nova Zelândia e Zumba por Larissa na Itália



Contagem regressiva. Partimos na sexta-feira, dia 16 de maio para a Nova Zelândia e eu estou contando os dias.
As malas ainda não estão prontas, mas já sei que levaremos muitas... Até agora separamos 4 que serão despachadas e duas pequenas como bagagem de mão.



Mas enquanto não partimos, aproveitei para filmar "Um dia comigo" e fofocar um pouquinho com vocês sobre os preparativos. Também aproveitei para filmar um pouco na aula de Zumba, dança que eu pratico na academia. Fiquei preocupada com o fato de que talvez a professora (a querida Giorgia), não permitisse as filmagens, então pedi para filmar "um pedacinho" da aula. Ela respondeu que eu poderia filmar a aula inteira, com a condição de que eu mandasse os vídeo para ela depois. Negócio fechado! Então aqui está o vídeo. Bom divertimento!



Leu? Assistiu? Não esqueça de deixar seu comentário me contando o que achou.

Um beijo à todos,

Larissa.