O QUE EU JÁ ESCREVI?

PESQUISE NO BLOG

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O encanto do brigadeiro

Quando era criança, eu ficava toda agitada quando sabia que teria alguma festa de aniversário para ir. Tudo isso por causa da minha paixão pelo brigadeiro. Dias antes já começava a pensar nos milhões de brigadeiros que iria comer. E tenho que confessar que antes mesmo do parabéns eu já começava a "furtar" alguns docinhos da mesa onde estava o bolo. Pensei que esse "encanto do brigadeiro" acontecia somente com as crianças, mas neste fim-de-semana constatei que: os adultos também se encantam com o brigadeiro, mesmo que seja um brigadeiro disfarçado.
Quinta-feira passada minha cunhada Bárbara nos convida (a mim e ao Francesco) para jantar em sua casa no sábado. Achei que seria legal levar algum doce brasileiro porque tenho feito várias experiências na cozinha de casa, mas nunca tinha levado nada. Preferia sempre comprar algo já pronto que era mais seguro. Sabia que Elena, minha outra cunhada e o marido também estariam presentes.
Imediatamente já comecei a pensar em que doce levar e foi então que ele voltou em minha mente "o encanto do brigadeiro". Provavelmente todo mundo já sabe disso, mas pra quem não sabe, o brigadeiro é um doce brasileiro (que orgulho!).
Começa então a procura pelos ingredientes que aqui tem nomes diferentes. Mando uma mensagem desesperada à Taty para saber onde posso comprar leite condensado. Ela me liga e diz que no Carrefour posso encontrar e que eles também vendem o chocolate granulado.
Sexta-feira, me enfiei por entre as prateleiras do Carrefour e felizmente encontrei tudo. Chocolate em pó, leite condensado, chocolate granulado e também um pouco de côco ralado para tentar um brigadeiro meio diferente. Tudo no carrinho, chegamos ao caixa e lembrei que não tinha pego as forminhas. Pego-não-pego! Decidi não pegar.
Sábado à tarde, começo a fazer a receita.Quando começo a fazer as bolinhas, vejo que os brigadeiros estão mais parecidos com moedas de 1 real. O que aconteceu??? Não estava no ponto certo, tinha ficado muito mole. Então pensei, vou acrescentar côco ralado! Entro em desespero quando penso que pode ser que alguém não goste de côco! Francesco liga para os irmãos e confirma que todos gostam de côco. Ufa, que alívio!
Prova daqui, prova de lá, consegui deixar a massa no ponto acrescentando o côco ralado. Francesco prova daqui, prova de lá, rouba alguns enquanto eu não estou olhando. Raspa a lata de leite condensado, raspa o fundo da panela onde estava o chocolate...
Penso: "Mas e agora, como fazer sem as forminhas?". Francesco volta ao Carrefour pra comprar as forminhas e eu aproveito para separar uns docinhos para os meus sogros que não estariam presentes mas que também mereciam ser lembrados. Francesco rouba mais alguns docinhos e eu penso que se continuar assim vamos chegar lá só com as bandejas.
Tudo pronto, partimos para a casa dos meus sogros. Brigadeiro com côco aprovado. Falta a prova final para saber se Bárbara, Elena e meus cunhados também vão ceder ao encanto do brigadeiro. Chega a hora do doce e eu já digo o clássico "não sei se vocês vão gostar...". Minhas cunhadas abrem o doce muito curiosas e já fazem cara de maravilhadas. Eu rio e elas provam. Pena que não registrei a cara delas, porque foi algo inacreditável. Resultado: na hora do brigadeiro, até os adultos se tornam crianças de novo! Tudo aprovado e eu mais que feliz com o encanto do meu querido docinho brasileiro.

Um beijo a todos!