segunda-feira, 4 de abril de 2016

Saiu a Minha Cidadania Italiana!

Que felicidade que eu sinto ao escrever o nome desse post!

Já havia contado para vocês no post sobre a Cidadania Italiana por Matrimônio (Naturalização) que em 2014 resolvi tomar coragem e reunir os documentos para dar entrada na minha Cidadania. 

Pois bem... Há mais ou menos três semanas eu estava tranquila em casa quando tocam o interfone da casa onde moro aqui na Itália. Quando atendi, me informaram que eram do Comune. Na hora fiquei sem entender e pensei: "O que será?" 
Quando cheguei ao portão havia dois policiais que me informaram que eu deveria comparecer ao  Comune porque meu processo de Cidadania tinha sido finalizado e que eu deveria fazer o Juramento que é a última etapa do processo para pode me tornar Cidadã Italiana. Os policiais me informaram também que eu deveria levar uma marca da bollo no valor de 16 euros (uma espécie de selo usado aqui na Itália para fazer a autenticação de documentos).

No vídeo abaixo eu gravei minutos antes de entrar no Comune e logo depois de sair.



Aí vocês me perguntam: "Por que você não filmou enquanto estava dentro do Comune fazendo o Juramento???"

Eu cheguei no escritório e o Senhor responsável pela minha Cidadania foi preenchendo os documentos. O Francesco e a Melissa (meu marido e minha filha) estavam comigo e eu pedi ao Francesco que tirasse algumas fotos enquanto eu fazia o Juramento. Eu estava crente que em algum momento, o senhor do Comune me pediria para ir até uma sala grande e muito bonita que todo Comune tem e que eu faria o meu Juramento lá. Mas isso não aconteceu. Quando percebi, já estava fazendo o Juramento ali mesmo no escritório e nós ficamos "sem jeito" de pedir ao Senhorzinho se podíamos tirar fotos ou gravar. E foi isso. Mas tudo bem, o importante é o resultado.

Gostaria de deixar claro que aqui na Itália ela é tratada como Cidadania por Matrimônio (Do italiano Cittadinanza per Matrimonio) e que o termo "Naturalização" é utilizado no Brasil. 
Os direitos de um Cidadão Naturalizado ou que adquire a Cidadania por família são exatamente os mesmos de qualquer Cidadão Italiano nascido na Itália. Perante a lei não há diferença. Todos são considerados italianos.

E com relação ao nome... No Comune me informaram que antigamente para pessoas que tinham mais de um sobrenome, o sobrenome da mãe era retirado e ficava só o último sobrenome que normalmente no Brasil é o nome do pai. Logo se um homem se chama "João da Silva Pereira César Ferreira" o nome dele aqui na Itália seria "João Ferreira".
Hoje a lei mudou e isso não acontece mais, logo o meu nome permaneceu igualzinho. Me informaram que só há alteração quando a mulher adquire o sobrenome do marido depois de casada. Mas neste caso não sei como fica o nome depois de adquirida a cidadania.

Um grande beijo,

Larissa.