O QUE EU JÁ ESCREVI?

PESQUISE NO BLOG

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Aprendendo línguas de maneira tradicional e de maneiras alternativas

Comecei a ter contato com a língua italiana quando ainda morava em São Paulo, porque estava planejando vir pra cá. Fiz um ano de curso - seis meses antes de vir pra cá em abril de 2010 e mais seis meses depois que voltei dessa viagem de férias. Obviamente, tenho que agradecer muito à minha professora de italiano - Beijos, Maísa! Depois que terminei o primeiro módulo do curso, não pude mais continuá-lo porque a viagem para a Itália já tinha data marcada para acontecer e não haveria mais tempo hábil para me dedicar ao curso. Então pensei que precisaria de um método alternativo para continuar aprendendo. Foi quando tive a idéia de procurar no YouTube algum tipo de vídeo que me interessasse, mas que tivesse o áudio em italiano. Fiz a pesquisa digitando ragazza italiana (garota italiana) e dessa maneira, descobri a Clio ( ClioMakeUp ), que é uma das gurus mais famosas aqui da Itália. A princípio, assistia aos vídeos e não entendia necas uma palavra! Mesmo assim, todos os dias, quando chegava do trabalho, assistia, dois, três videos dela e, aos poucos, fui começando a entender o que dizia. Primeiro algumas frases, depois metade do video... Era um aprendizado lento, mas é uma boa opção pra quem não tem tanto tempo e dinheiro pra investir em um curso. Depois da Clio, fui descobrindo várias outras mulheres que faziam o mesmo tipo e vídeo e me apaixonei pelo mundo do make up no YouTube.
Sempre gostei muito de ler então, quando estive aqui na Itália pela primeira vez comprei um livro em italiano que também foi uma ótima fonte de aprendizado. Lógico, que dito assim, parece que eu estava lendo sobre Freud, Einstein ou coisa do gênero. Na verdade, não. Eu comprei um livro da Nora Roberts, minha autora predileta! Acho que o processo de aprendizado tem que ser uma coisa divertida, senão com o tempo você se cansa e acaba desistindo.
 Atualmente estou lendo "A favolosa (doppia) vita di Isabel Bookbinder e o próxima da fila "Un anello da Tiffany", já está esperando na gaveta do criado-mudo.

Glamour italiana. Ooops, a primeira da esquerda para a direita, na verdade é inglesa. Os assuntos abordados seriam praticamente no mesmo gênero da revista Nova Cosmopolitan.

Quando cheguei aqui na Itália, fui melhorando mais rapidamente porque aqui sou "obrigada" a falar em italiano. Claramente, esse é o método mais eficaz para quem quer aprender uma nova língua: viajar ou fazer um intercâmbio. Depois de quatro meses aqui, as pessoas ficavam impressionadas com o meu ritmo de aprendizado. Meu marido de vez em quando diz para as pessoas (todo orgulhoso): "Sinceramente não sei como ela faz pra aprender tão rápido!"
Na verdade, eu uso um truque: presto atenção nas frases que as pessoas dizem e qual o tipo de situação em que elas dizem aquilo. Depois, assim que tenho uma oportunidade, eu repito a frase e assim vou ampliando meu vocabulário de italiano!
Também existe um outro modo de aprender grátis on line através do site Livemocha  , onde é possível se inscrever gratuitamente e aprender de acordo com o seu tempo disponível. É preciso ter um pouquinho de força de vontade, mas vale a pena dar uma conferida.

Um beijo à todos!