sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Dia de cão

Quem é que nunca viveu um dia de cão? Sabe aquele dia que você levanta da cama e se arrepende imediatamente? Pois é, estou vivendo um dia mais ou menos assim. Aliás, um não! Váaaaariosssss! Tem sindo assim quase todos os dias. As brigas lá em casa andam constantes. Não sei o que está acontecendo com a minha mãe. Ela anda super-estranha... Arranjando encrenca comigo por qualquer coisa... Se fosse antes, eu até podia dizer que era normal. Mas nestes últimos dias, quando estou quase de partida, sinceramente, não entendo que ela continue procurando motivos para encrencar. Gostaria que fosse tudo diferente. Que pudéssemos fofocar sobre os preparativos pro meu casamento, sobre o jeito como ela pensa que eu devo arrumar meu cabelo no dia, o tipo da maquiagem... Coisas de mulher. Mas não tá sendo assim. Talvez o problema seja eu mesma. Reconheço que estou ansiosa, e que estou muito mais focada na minha vida com o Francesco, no nosso futuro. Mas será que existe alguém que, quando está próximo de se casar, não foque mais em seu futuro? Bom, a coisa continua nesse pé. Eu acho tudo normal, ela acha tudo um absurdo! E assim a vida segue... Com desabafos pra chegar bem até o fim do período... É isso aí...