sábado, 30 de outubro de 2010

Viagem à Itália: Como é a Passagem pela Imigração?


Todo ser humano tem algo a ensinar aos outros. E comigo, claro, não poderia ser diferente. Quando decidi fazer minha primeira viagem à Itália, em abril de 2010, encontrei algumas dificuldades em encontrar informações sobre documentos, quanto dinheiros deveria levar, vistos... e por aí vai. Então fui buscando informações na internet aqui e ali, e, após seis meses de planejamento, consegui achar tudo. 






Então começarei com o básico:
  • Documentos necessários para quem vai à Europa


Passaporte
O passaporte deve ter validade mínima de seis meses antes da viagem. No caso de viagens em família, todos devem estar munidos de passaparte válido, inclusive recém-nascidos.


Seguro-Viagem com valor mínimo de 30.000
O seguro-viagem é uma carta informando que um brasileiro tem uma cobertura médica. No caso de haver alguma emergência médica, o segurado tem que entrar em contato com um nº de tel que é fornecido quando contrata o seguro e o atendimento médico é organizado. As agências de viagem normalmente oferecem este tipo de documento e cobram um valor a mais. Além disso, quem possui cartão de crédito internacional também pode entrar em contato com o banco (nº que se encontra na parte de trás do cartão) ou bandeira do cartão (visa, mastercard, etc) para verificar se já possui o seguro, pois às vezes ele costuma ser oferecido somente pelo fato de possuir-se um cartão de crédito internacional. Normalmente, está incluso neste seguro, um serviço de busca à bagagem, no caso de ela se extraviar.

Vistos e vacinas
Para o brasileiro que vai à Europa pelo período de até 90 dias para viagens de turismo, não é necessário solicitar o visto anteriormente. Também não há necessidade de nenhum tipo de vacina se o brasileiro em questão, estiver vindo do Brasil. Porém, se estiver chegando de outros países, o ideal seria então, verificar se as outras áreas para onde se viajará, são áreas de risco. Neste caso, a vacina deve ser tomada antes de sair do Brasil.

Reserva em hotel ou Carta-Convite
É aconselhável que se tenha uma reserva em hotel para o período da viagem, ou pelo menos para o período inicial. Caso o viajante vá se hospedar em cada de amigos ou parentes, deve solicitar um modelo de carta-convite ao consulado do país para onde vai primeiro. O consulado pode enviar este documento por e-mail e o mesmo deve ser remetido à pessoa que irá abrigá-lo e devolvido preenchido e assinado.

Dinheiro, cartão de crédito, Visa Travel Money...
Quando eu viajei à Itália, levei cerca de 1000,00€ para permanecer lá por um mês. Quem quiser ter mais certeza, pode entrar em contato com o consulado do país por e-mail ou telefone. É aconselhável não levar tudo em espécie. O cartão de crédito internacional e o Visa Travel Money, são opções mais seguras porque a qualquer momento vc pode entrar em contato com a administradora e fazer o cancelamento por perda, roubo, furto, etc.


Boa viagem à todos,

Larissa.