segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Roma

Não preciso nem dizer o nome da cidade que mais me encantou na Itália, preciso? Roma, é claro! A cidade é simplesmente fantástica! Não há palavra mais adequada para definí-la. É maravilhoso ouvir a língua e a cidade é cheia de turistas. No dia em que cheguei à cidade, eu e Francesco (meu noivo), simplesmente deixamos as malas no hotel e corremos para ver tudo a pé! Isso mesmo, a pé! Começamos pelo Coliseu, meu sonho dourado. Meu primeiro pensamento quando o vi foi: "Estou sonhando!". Não preciso dizer que é simplesmente lindo e gastamos uma boa parte do tempo lá dentro. É incrível pensar que ele está de pé desde 79 d.C. E eu tive a oportunidade de vê-lo, tocar as paredes, tirar um zilhão de fotos (como todo bom turista :)). Uma experiência imperdível para curiosos como eu.
Depois disso, o ponto turístico que mais me marcou, por ser outra beleza natural foi a "Fontana di Trevi". Quando chegamos até lá, após ter percorrido vários outros locais lindos, estávamos cansados de tanto andar. Mas nem por isso a experiência foi menos marcante. Foi então que eu vi, misturado à uma multidão de pessoa ao redor da Fontana, que um casamento estava sendo celebrado. Algo curioso e único num local também único.

St Peter's Square, Vatican City - April 2007.jpgNo dia seguinte, seguimos para o Vaticano. Como havíamos planejado ficar somente dois dias, a visita à cidade foi corrida. Mas ainda voltaremos lá com mais calma. O Franceso pediu que eu dissesse qual era a minha prioridade e não deu outra: Vaticano. Para chegar até lá, pegamos o metrô. Até aquele dia, eu não fazia a menor idéia de existia metrô em Roma. A viagem foi curta - mais ou menos cinco ou seis estações. Eu já havia visto fotos do local e imaginei que aquela parte central, por onde se chega, fosse um pouco maior. Como todos os locais que já havíamos visitado, estava cheio de turistas e era comum pedir aos turistas que tirassem fotos nossas. Eles também sempre pediam. Visitamos as tumbas dos papas, porém não vimos a capela sistina, porque nossas passagens de trem já estavam compradas e não tínhamos mais tempo. De qualquer maneira, valeu a visita e no final, o uniforme da guarda do Vaticano, que foi mencionado no livro "Anjos e Demônios" do autor Dan Brown, me fez rir.

Falem a verdade: é ou não é engraçado?